penseFORADACAIXA

penseFORADACAIXA

sexta-feira, outubro 21, 2011

TRECHO do Contrato Social - Rousseau

O homem nasceu livre e está sempre acorrentado. Há quem se julgue dono dos outros, mas não se deixa de ser mais escravo do que eles. Como se deu essa mudança? Ignoro-o. Que é que pode torná-la legítima? Creio poder resolver esta questão.
         Se considerasse apenas a força e o efeito que dela resulta, diria: quando um povo é obrigado a obedecer e obedece, faz bem; logo que ele pode romper o jugo, e o rompe, faz ainda melhor: pois recuperando sua liberdade com o mesmo direito com que lhe foi tirada, ou é justo que ele a reconquiste, ou não era justo que lhe fosse tirada. Mas a ordem social é um direito sagrado que serve de fundamento a todos os demais. Este direito, todavia, não provém da natureza; está, portanto, baseado em convenções. Trata-se de saber quais são essas convenções.

Um comentário:

  1. LEIAMOS e REFLITAMOS a partir de Rousseau sobre a legitimidade da revolta ou aceitação de um governo

    ResponderExcluir